Outubro Rosa: o papel das empresas na prevenção ao câncer de mama

11/10/2021

Por

Larissa Reis

Outubro Rosa: o papel das empresas na prevenção ao câncer de mama

Fitas cor de rosa, prédios públicos e privados iluminados com a cor, posts nas redes sociais… Se não prestarmos atenção, pode até parecer que o Outubro Rosa se resume a isso, mas não é assim.

Você já deve saber o que é essa campanha, mas explicaremos isso no texto mesmo assim. Nosso foco, porém, é te contar o que uma empresa e seu RH podem fazer para participar ativamente da campanha e porquê. Acompanhe!

Neste conteúdo, você encontra:

O que é Outubro Rosa e qual a importância da campanha?

O Outubro Rosa é uma campanha internacional de conscientização para a detecção precoce do câncer de mama que existe desde a década de 1990.

Tudo começou a ganhar proporções maiores a partir de 1997, quando a Fundação Susan G. Komen for the Cure criou o símbolo do laço cor-de-rosa e o distribuiu aos participantes da primeira Corrida pela Cura, em Nova York.

O Outubro Rosa chegou ao Brasil em 2002 e ganhou força em 2008, quando o Cristo Redentor foi iluminado com a cor da campanha. O fato ganhou repercussão mundo afora.

A importância do Outubro Rosa

De 2008 pra cá, muita gente passou a nutrir a expectativa de ver prédios ou monumentos das cidades brasileiras iluminados de rosa a cada outubro. É bonito mesmo.

Acontece que a campanha não existe para gerar comoção apenas pela beleza; esse é um mero artifício. O câncer de mama é o mais mortal entre as mulheres e pode atingir os homens também, ainda que seja bem menos comum.

Por muito tempo, falar de câncer era tabu porque o diagnóstico era compreendido como uma "sentença de morte". Felizmente, a ciência e a medicina avançaram bastante e o desfecho pode ser positivo.

A campanha reforça a importância do diagnóstico precoce porque isso aumenta as chances de sucesso no tratamento. A detecção na fase inicial tem 95% de chance de cura.

Com mais informação, as pessoas passam a ter menos medo de "descobrir alguma coisa" com o autoexame ou em uma consulta médica. Assim, podem identificar o problema e tratá-lo o quanto antes.

O que é câncer de mama?

Mencionar o poder da informação é a deixa para começarmos a falar do papel da sua empresa na prevenção ao câncer de mama.

Ainda que o trabalho não seja um "fator de risco" para o desenvolvimento da doença, ajudar na conscientização visando o diagnóstico precoce e o tratamento é muito importante.

Para isso, começamos com algumas informações básicas sobre a doença que, inclusive, podem inspirar cartilhas ou outras comunicações feitas pelo RH.

Principais sinais do câncer de mama

Existem diferentes sinais do câncer de mama, que podem variar de uma pessoa para a outra. Em todo caso, os principais são:

  • O surgimento de um nódulo/caroço duro, comumente indolor e que não se movimenta (sinal mais comum);
  • Alterações no mamilo;
  • Surgimento de pequenos nódulos próximos às axilas e/ou ao pescoço;
  • Saída espontânea de líquido dos mamilos;
  • Alteração na pele da mama, que pode ficar avermelhada, retraída ou com textura similar à de uma casca de laranja.

Autoexame e visitas ao médico

O autoexame das mamas pode ser feito uma vez por mês, todos os meses, entre o terceiro e o décimo dia após o início da menstruação. Para pessoas que não menstruam ― homens, inclusive ―, o exame deve ser feito em um dia fixo, também mensalmente.

Além disso, a visita ao médico para exames que podem detectar o câncer de mama deve ser feita todos os anos. A frequência definida pode ser outra, caso a pessoa tenha algum fator de risco.

No consultório, um exame de toque costuma ser feito na região das mamas e axilas. Em geral, a partir dos 40 anos, mulheres também são orientadas a realizar a mamografia todos os anos.

Os fatores de risco para o câncer de mama

O câncer de mama não tem uma causa única. Entretanto, há fatores de risco que merecem atenção:

  • Idade: o câncer de mama é mais comum em mulheres com 50 anos ou mais e em homens com 72 anos ou mais;
  • Histórico na família: se outras pessoas da família tiveram o câncer, os fatores genéticos representam um risco maior para o surgimento da doença.

Vale ressaltar que esse histórico é o principal fator de risco para os homens.

  • Hábitos nocivos: o tabagismo e o alcoolismo podem aumentar o risco de câncer de mama;
  • Uso de hormônios: a TRH – terapia de reposição hormonal ― prolongada também é considerada um fator de risco;
  • Início e fim da menstruação: o câncer de mama é mais comum em mulheres que menstruaram cedo (antes dos 12 anos) e que demoraram mais a chegar à menopausa;
  • Obesidade.

Como empresas podem auxiliar e incentivar a prevenção

O Outubro Rosa é uma tradição que pode estar presente também nas empresas de maioria absoluta de funcionários homens. Sabendo disso, trouxemos algumas dicas do que seu RH pode fazer para ajudar na prevenção da doença:

Contratação de um bom plano de saúde

A oferta de um plano de saúde não é um forte diferencial competitivo para atração e retenção de talentos sem motivo.

Pessoas se preocupam com sua saúde e sabem que conseguir atendimento de qualidade pode custar caro. Se falamos de um bom serviço, poder contar com o plano é quase um convite para consultas e check-ups de rotina.

Comunicação interna

A comunicação é a principal aliada do poder da informação e pode ser usada de diferentes formas: cartilhas impressas, informes digitais, imagens, conteúdos em áudio e vídeo.

Falar sobre o câncer de mama e dar dicas para a prevenção e o diagnóstico precoce é algo que pode ocorrer pontualmente a cada outubro, mas não somente neste mês.

Dica: faça conteúdos que abordem temas como inclusão e acolhimento. As pessoas da empresa ganham se sentirem que estão em um lugar seguro, quer elas estejam com câncer ou tenham alguém enfrentando a doença na família.

Ações de saúde e endomarketing

Ações de saúde podem incluir palestras com especialistas e com pessoas que tiveram câncer de mama. A ideia é normalizar a conversa para derrubar tabus que ainda existam e informar.

O RH também pode pensar em estratégias de endomarketing como distribuir laços de fita rosa para mulheres e homens, e criar lembretes  para o autoexame, na expectativa de que se torne rotina.

É válido também liberar os colaboradores para comparecerem em consultas e exames de rotina de prevenção ao câncer de mama, mesmo durante o expediente.

Campanha de incentivo a check-ups

Por fim, para dar um "empurrãozinho" extra, a empresa pode criar campanhas para incentivar o autoexame e a visita aos médicos, sempre destacando a importância do check-up anual.

Além de compreender que a saúde precisa vir em primeiro lugar, uma empresa que engaja com o Outubro Rosa também sabe que o cuidado com o bem-estar dos colaboradores faz toda a diferença para o sucesso!

Gostou do post? Baixe nosso e-book sobre o Outubro Rosa e saiba como criar uma campanha de conscientização para sua empresa!

E-book Pipo Saúde: Outubro Rosa


Logotipo Pipo Saúde
Pipo Saúde

Conectamos a sua empresa com os melhores benefícios de saúde: Planos de saúde, odontológico e muito mais para o bem estar dos colaboradores da companhia.

Inscreva-se na Newsletter da Pipo!

Imagem de um brilho.

Pronto para simplificar a  gestão de saúde da sua empresa?

Comece agora uma nova relação com o plano de saúde da sua empresa.

Quero uma cotaçãoImagem de uma estrelinha.

Posts recomendados