O que é atenção primária à saúde (APS) e como ela entrega valor?

9/3/2021

Por

Carolina Lais

O que é atenção primária à saúde (APS) e como ela entrega valor?

Você sabia que o sistema da saúde possui uma “porta de entrada” que é capaz de resolver até 80% das queixas e sintomas? Não é mágica! Estamos falando da atenção primária à saúde, a APS. 

Essa estrutura de atendimento foi idealizada para atender o indivíduo de modo preventivo, integrado e contínuo. No sistema público do Brasil, a APS ganhou força através do Programa Saúde da Família, mas ainda está tomando forma no sistema privado. 

Continue a leitura para entender melhor o que é APS e como ela funciona. 

Aqui você encontra:

O que é atenção primária à saúde?

A atenção primária à saúde é um conceito internacional, reconhecido pela OMS e desenvolvido em vários países. 

Trata-se do primeiro contato do sistema de saúde, uma estrutura de atendimento desenvolvida para promoção e proteção da saúde, que soluciona possíveis agravos e direciona os casos mais graves. 

O objetivo é organizar o atendimento de saúde de forma a atender à maior parte das necessidades de uma população de forma regionalizada, contínua e sistematizada.

Na APS, o foco não é apenas a doenças e sim a integração de ações preventivas e curativas para promover bem-estar físico, mental e social do indivíduo. 

A ideia é compreender a complexidade de cada caso e, se for necessário, realizar o direcionamento para atenção de saúde secundária ou terciária. 

Veja alguns dos principais benefícios da APS:

  • uso inteligente do plano de saúde (o que otimiza os custos do serviço);
  • atendimento médico ágil e humanizado;
  • prevenção de doenças;
  • atendimento rápido em caso de emergências. 

Diferenças entre atenção primária, secundária e terciária

Atenção primária 

Como vimos, a atenção primária é a “porta de entrada” para o sistema de saúde. É um serviço mais acessível, que deve ser buscado para solução de problemas de saúde comuns, como dor de garganta, torção de tornozelo. 

Atenção secundária 

A atenção secundária é uma forma de atendimento voltada para problemas de saúde que requerem cuidados mais especializados ou até mesmo urgentes, que não podem ser resolvidos na atenção primária. 

É o caso, por exemplo, de uma avaliação de um oftalmologista, uma queimadura de terceiro grau. 

Atenção terciária 

Já a atenção terciária deve ser procurada quando o paciente precisa de atendimento para doenças ou condições de saúde relativamente raras, como cirurgias cardíacas, diálise, tratamentos neurológicos. 

Os principais atributos da atenção primária de saúde

Existem 4 atributos básicos que devem fazer parte de um atendimento de APS. Vamos conhecê-los?

Atenção ao primeiro contato

A atenção primária é o primeiro recurso a ser buscado a cada novo problema de saúde ou novo episódio de um problema recorrente. Para que isso aconteça, ele precisa ser mais acessível de todas as formas. 

A localização das unidades de saúde, a organização, tudo deve ser pensado para que a população seja atendida da melhor forma possível. 

Continuidade do atendimento

É Importante manter o vínculo com a pessoa que chega até a APS para que ela seja atendida de forma cada vez mais eficiente. Esse relacionamento criado entre o time de saúde e as pessoas que utilizam o serviço cria um clima de cooperação mútua que é boa para todos os envolvidos. 

Integralidade do serviço

Mesmo que o paciente seja encaminhado para outras unidades (atenção secundária e terciária), o serviço de atenção primária permanece como corresponsável pelo seu atendimento.

Coordenação do cuidado

Diferentes atendimentos, diagnósticos e terapias são centralizadas nas unidades de APS. A ideia é que o indivíduo seja atendido, preferencialmente, pelo mesmo time de profissionais e que eles tenham visão mais contínua do acompanhamento. 

Como funciona a APS na saúde suplementar

A ANS acredita que a atenção primária à saúde é essencial para que as operadoras de plano de saúde possam oferecer um serviço de mais qualidade aos beneficiários.

Para incentivar essa estrutura de atendimento, a agência lançou o Projeto de Atenção Primária à Saúde para conceder uma certificação às operadoras que cumprirem boas práticas voltadas para a APS. 

Apesar de não ser tão forte quanto no sistema público, a APS está ganhando cada vez mais fôlego na saúde suplementar. Inclusive, muitas empresas estão lançando planos mais baratos com esse enfoque. 

Como o serviço varia de acordo com a operadora, você deve verificar o funcionamento da atenção primária à saúde antes da contratação do plano de saúde.  

De modo geral, funciona assim:

Ao invés de procurar por um especialista no portal da operadora após ter uma dor de cabeça, por exemplo,o beneficiário procura uma Unidade de Atenção Primária, que irá nos ajudar a resolver não só esse sintoma, mas também as possíveis causas. 

Apenas se houver necessidade, será  realizado um encaminhamento para especialista e, mesmo se isso acontecer, o time de  saúde da APS continua o acompanhamento e auxílio em todas as decisões de diagnóstico e terapia. 


Dessa forma, não é preciso ficar perdido no sistema, pingando de médico em médico, para tentar resolver o problema. Com a APS, você pode contar com uma equipe que conhece todo o seu histórico e evita que cada ida a um serviço de saúde seja o começo de uma nova jornada. 

Gostou de entender o que é APS? O blog da Pipo é recheado de conteúdos ricos sobre saúde. Aproveite para compartilhar essa informação com seus amigos! 

Logotipo Pipo Saúde
Pipo Saúde

Conectamos a sua empresa com os melhores benefícios de saúde: Planos de saúde, odontológico e muito mais para o bem estar dos colaboradores da companhia.

Inscreva-se na Newsletter da Pipo!

Imagem de um brilho.

Pronto para simplificar a  gestão de saúde da sua empresa?

Comece agora uma nova relação com o plano de saúde da sua empresa.

Quero uma cotaçãoImagem de uma estrelinha.

Posts recomendados