Design thinking para RHs: o que é e como aplicar

22/10/2021

Por

Aline Oliveira

Design thinking para RHs: o que é e como aplicar

Design thinking? O que um termo da área do design está fazendo em um conteúdo voltado para profissionais de RH? Tenha em mente que o design thinking tem muito a ver com RH e pode auxiliar na mudança de mentalidade que a sua empresa precisa para propor ações inovadoras na gestão de pessoas.

Apesar de o design thinking ser um conceito que surgiu dentro do design, ele pode ser utilizado por qualquer área. O termo se resume a uma forma de pensar focada em resolver problemas de todos os tipos.

Essa é uma metodologia criativa, baseada na sensibilidade do design e que visa propor soluções que podem ser colocadas em ação em diversos tipos de negócio. É uma ótima aliada de empresas que precisam inovar nas atividades do RH. Nós vamos falar sobre isso e explicar suas formas de aplicação. Confira!

Neste conteúdo, você encontra:

O que é design thinking?

Quando falamos em design, é muito comum associarmos à parte estética de produtos e serviços, assim como à beleza e ao refinamento dessas coisas. Porém, o design é muito mais abrangente. É uma área ampla, sendo um dos seus objetivos planejar o melhor desenvolvimento de processos, independentemente do segmento.

Sendo assim, o design é uma área cujas atividades visam propor produtos e serviços elaborados com o pensamento centrado nas pessoas. Daí, surge a metodologia do design thinking (pensamento de design), que é a aplicação de processos inovadores nas estratégias da empresa sob a lente do design.

Ou seja: adotando o pensamento de design, a organização consegue elaborar procedimentos mais eficientes a partir do entendimento completo de como as pessoas se relacionam com determinado produto ou serviço, e quais são as suas reais necessidades.

Por que é vantajoso aplicar o design thinking?

Por meio do modelo mental proposto pelo design thinking é possível desenvolver soluções práticas e que ajudam a atingir o futuro desejável pela organização. E isso pode (e deve) ser aplicado em diversos setores da empresa.

Além disso, o design thinking é capaz de transformar a maneira como as organizações desenvolvem suas atividades e estimular o pensamento criativo nas pessoas que não são da área do design.

Etapas do design thinking

Essa é uma abordagem que tem como pilares questões fundamentais para o sucesso das relações humanas e que podem ser aplicados em qualquer tipo de negócio:

  1. Imersão: aprofundamento no cenário em que se pretende identificar problemas estruturais e saber como os processos são desenvolvidos;
  2. Definição: definição e sintetização do problema a ser resolvido a partir do entendimento completo das situações, feito na fase de imersão;
  3. Ideação: é o momento do brainstorming, de pensar em ideias que podem virar soluções para esses percalços;
  4. Prototipagem: é a fase em que as melhores ideias da fase acima são planejadas e colocadas em prática por meio de testes. A partir disso, é possível perceber o que deu certo ou não, e, ao final, implementar o que foi positivo.

Como funciona o design thinking no RH?

O design thinking tem uma abordagem totalmente focada no usuário e no processo por trás disso e, para o RH o usuário são os colaboradores. 

Sendo assim, por meio da visão do design, o setor é capaz de unir o pensamento corporativo ao pensamento criativo, e transformar os processos feitos por essas pessoas, visando, inclusive, o seu bem-estar e qualidade de vida.

Para facilitar o entendimento, imagine que a companhia precisa bater determinada meta, mas existem gargalos que impedem o alcance desse objetivo. 

Por meio do design thinking, o RH buscará entender onde está essa lacuna — a falta de funcionários no setor, por exemplo — e propor soluções para resolvê-la ou aprimorar os processos organizacionais para que esse resultado seja alcançado.

Assim, os gestores são capazes de desenvolver a mentalidade de resolver problemas internos com um olhar mais inovador e uma percepção mais holística dessas adversidades. Dessa forma, o design thinking pode ser aplicado:

  • no levantamento dos treinamentos necessários para o colaborador adquirir tal habilidade e suprir uma demanda da organização;
  • na formação de um time mais diverso, com capacitações e visões diferentes;
  • na revisão de cargos dentro da empresa e no direcionamento do que precisa ser melhor estruturado;
  • na identificação das melhores oportunidades para desenvolver ações focadas nas necessidades do time, seja em implementação de benefícios melhores, na revisão de salários, em adequação às demandas por competências, entre outros.


Principais dicas para aplicar o design thinking na sua empresa

Se a principal premissa do design thinking é entender a fundo como as pessoas se relacionam com os processos e propor melhores soluções para isso, é preciso ter empatia, em primeiro lugar. 

A empatia, nesse sentido, permite ter um olhar mais humano sobre a realidade enfrentada por outras pessoas e a pensar em inovações que podem ser realmente úteis para elas, focadas nas suas percepções e vivências. A partir do exercício da empatia, é possível adotar os passos a seguir. 

Identifique sua persona

Podemos dizer que essa é uma fase de imersão, pois o RH está disposto a identificar quem são seus colaboradores, de fato, e quais são as suas dores e seus desafios.

No entanto, saiba que ainda que a empresa invista em diversidade e dê preferência pela contratação de diferentes tipos de profissionais — e isso é muito positivo para as organizações —, existe uma persona que melhor representa o seu time. Como assim?

Alguns exemplos: suas equipes são predominantemente um público que tem ensino superior ou médio? A maioria dos funcionários pretende crescer na empresa e sempre investe em treinamentos ou está mais estagnada na carreira? Por que estão estagnados?

Identificar e conhecer o perfil que mais se apresenta na companhia é essencial para traçar as atividades de um RH mais estratégico e focado na melhor performance do time. Exemplo disso é pensar em ações que promovam mais engajamento e vontade de se desenvolver, caso isso esteja em falta nas equipes.

Faça pesquisas para perceber a satisfação do público interno

Uma das atividades mais importantes do design thinking é realizar pesquisas para entender a satisfação dos usuários e suas opiniões a respeito de determinado produto ou serviço, certo? Isso pode ser igualmente aplicado pelo RH!

As pesquisas podem ser implementadas, por exemplo, com foco em identificar os benefícios mais desejados, a satisfação com o que é oferecido no momento e em perceber como é o clima organizacional na visão dos profissionais.

Utilize a mentalidade de design no processo de recrutamento e seleção

O design thinking ajudará em todas as atividades do RH, inclusive na fase de contratação, uma das ações mais estratégicas do setor. Para que a contratação seja feita com sucesso, é preciso, primeiro, entender as necessidades do cargo e, nesse momento, é necessário investir nas etapas de imersão e definição, que vimos anteriormente.

Por isso, é preciso que estejam claros quais são os objetivos de uma nova contratação, quais as lacunas serão preenchidas com o trabalho desse novo colaborador, quais processos ele vai realizar e demais necessidades da empresa.

Viu como o design thinking é um processo fundamental para o sucesso do RH? Ele pode ser aplicado desde a contratação até no desenvolvimento das carreiras dos profissionais. Basta ter a mentalidade de processos centralizados nas pessoas e tirar o melhor proveito dessa metodologia.

O design thinking para RH está diretamente relacionado às estratégias e isso envolve a utilização de dados. Você já sabe como aproveitar essas informações de maneira eficiente na sua empresa? Temos um e-book que vai te ajudar a entender como isso funciona!

Dados para RHs: como tomar decisões e otimizar gastos


Logotipo Pipo Saúde
Pipo Saúde

Conectamos a sua empresa com os melhores benefícios de saúde: Planos de saúde, odontológico e muito mais para o bem estar dos colaboradores da companhia.

Inscreva-se na Newsletter da Pipo!

Imagem de um brilho.

Pronto para simplificar a  gestão de saúde da sua empresa?

Comece agora uma nova relação com o plano de saúde da sua empresa.

Quero uma cotaçãoImagem de uma estrelinha.

Posts recomendados