LNT: como o Levantamento das Necessidades de Treinamento impacta a sua empresa

25/8/2021

Por

Aline Oliveira

LNT: como o Levantamento das Necessidades de Treinamento impacta a sua empresa

Sabemos que é fundamental oferecer treinamentos para os colaboradores, mas sabemos também que realizá-los é um investimento não só de tempo, mas principalmente de dinheiro. E, como profissional de RH, o que você deseja é otimizar tudo o que envolve esses dois fatores, certo? 

Já pensou em investir no LNT, que é Levantamento de Necessidades de Treinamento? Esse é um mapeamento das necessidades de capacitação do seu time. É focado em apontar os possíveis gaps que podem impedir a melhor performance dos colaboradores e, com isso, direcionar para o que realmente precisa de treinamento para melhorias.

Que tal conhecer essa estratégia agora? Ela é interessante, pois pode ser o auxílio que você precisa para direcionar os investimentos, de tempo e de dinheiro, no que é mais relevante para o momento. Continue a leitura para entender melhor e ver se faz sentido para a sua empresa!

Neste conteúdo, você encontra:

O que é e para que serve o LNT?

O Levantamento de Necessidades de Treinamento é uma sondagem interna para identificar em quais áreas é necessário investir em treinamentos dos colaboradores. Esse tipo de levantamento considera uma avaliação focada tanto em habilidades técnicas, quanto comportamentais.

Por exemplo: um setor está apresentando baixa produtividade enquanto os demais estão performando bem. Diante desse cenário, o RH pode realizar o levantamento prévio para identificar quais capacitações estão faltando e os níveis de desenvolvimento desses profissionais e, assim, elaborar treinamentos mais alinhados a essas necessidades.

Benefícios do Levantamento das Necessidades de Treinamento

Direcionar os treinamentos no que realmente importa e é necessário no momento traz uma série de benefícios não só para a empresa, que ganha um time mais preparado, mas também para os próprios colaboradores. Veja alguns exemplos:

  1. menos custos com treinamentos ineficientes, defasados ou que não terão mais  aplicabilidade nas atividades internas;
  2. mais estratégia na elaboração de planejamentos de curto, médio e longo prazos, focados nos resultados que o negócio precisa e no ajuste necessário para o momento;
  3. melhor capacitação profissional, o que reflete em mão de obra ou capital intelectual altamente qualificados;
  4. times mais engajados, já que percebem que a empresa investe no seu desenvolvimento e crescimento.

Existe um momento ideal para mapear as necessidades?

O momento ideal para a realização do LNT varia de acordo com a realidade de cada negócio, mas indicamos que ele não falte nas seguintes situações:

  • na criação e desenvolvimento de planos de carreira;
  • nos processos de desenvolvimento profissional individual;
  • quando houver necessidade de remanejamento de colaboradores;
  • na composição de um novo time.

Já a periodicidade também deve ser vista de acordo com as necessidades da empresa, podendo ser semestral, trimestral ou anual, por exemplo. Porém, é importante sempre revisar o mapeamento, pois as carências e deficiências da organização e dos setores podem mudar de tempos em tempo e, para isso, essa estratégia precisa ser atualizada.

Passo a passo para aplicar o LNT na sua empresa

Existem várias formas de fazer um Levantamento de Necessidades de Treinamento e, alguns passos podem ser inseridos ou excluídos, a depender do perfil da empresa. Porém, não deixe de considerar esses:

1. Identifique quais são as metas do departamento ou da empresa

No primeiro momento, é importante ter clareza se o LNT deve ser aplicado em toda a empresa ou apenas em setores específicos. Com a resposta para essa questão em mente, avalie se a meta é aumentar as receitas — e em qual período —, intensificar a velocidade de produção, otimizar uma determinada atividade, entre outros.

2. Faça um mapeamento comportamental da equipe

Estar em mesma sintonia é algo que permite que as equipes produzam e entreguem os melhores resultados e, para isso, é preciso que haja um padrão de comportamento entre os colaboradores

Não estamos falando que todos precisam ter os mesmos perfis, pois, além de impossível, isso não é saudável para empresas que valorizam a diversidade de perfis e ideias para trocas saudáveis.

Estamos falando de todos estarem em sintonia, na mesma página, em relação às habilidades necessárias para desempenhar suas atividades da melhor forma possível e oferecer os resultados esperados ou além das expectativas. 

Por exemplo: a companhia conta com um time de vendedores e esses precisam ter energia e simpatia para abordarem os clientes, mas existem profissionais apáticos e que se esforçam pouco para atingir a meta. 

Nesse sentido, mapear os perfis dessas pessoas ajudará a entender quais abordagens de treinamento farão mais sentido para colocá-los em harmonia com o restante da equipe e com o que é esperado pela empresa para elevar a produtividade.

3. Utilize os dados da pesquisa de clima e das avaliações de desempenho

Por meio da pesquisa de clima e das avaliações de desempenho dos colaboradores é possível entender o cenário no qual eles se percebem na sua jornada dentro da empresa. Dá para compreender como o time está se sentindo naquele momento, o quanto estão engajados com as atividades e com a organização, entre outros aspectos.

Além disso, com essas ferramentas é possível identificar o nível de flexibilidade, de fácil adaptação às mudanças e perceber qual colaborador poderá ser remanejado de setor ou de atividade para suprir uma demanda da empresa. Assim, pode-se avaliar quais treinamentos são necessários para que essa transição ocorra.

4. Associe o treinamento ao orçamento disponível

Infelizmente, uma coisa que vemos muito por aí são empresas que treinam por treinar, ou seja: oferecem capacitação apenas para cumprir tabela. Isso não traz nenhuma vantagem nem para o colaborador e muito menos para a companhia, pois como o treinamento não foi focado no que era mais relevante, dificilmente ele será eficaz para o trabalho.

Com isso, a empresa desperdiça o orçamento destinado ao desenvolvimento do time — e que muitas vezes não é tão alto — e não supre uma necessidade interna. Por isso, procure identificar a verba disponível para o desenvolvimento do time e faça o melhor proveito investindo naquilo que realmente é importante e compatível com o orçamento.

Para concluir, tenha em mente que quando o LNT é feito de maneira focada em direcionar para treinamentos mais eficientes e que podem ser melhor aproveitados, a probabilidade de a organização atingir os resultados esperados é muito maior. E você consegue realizá-lo de forma otimizada seguindo os passos que oferecemos aqui.

Aproveite para conferir o nosso guia de dicas e tendências para RHs e comece a organizar a sua rotina hoje mesmo!

Dicas e tendências de grandes RHs para 2021


Logotipo Pipo Saúde
Pipo Saúde

Conectamos a sua empresa com os melhores benefícios de saúde: Planos de saúde, odontológico e muito mais para o bem estar dos colaboradores da companhia.

Inscreva-se na Newsletter da Pipo!

Imagem de um brilho.

Pronto para simplificar a  gestão de saúde da sua empresa?

Comece agora uma nova relação com o plano de saúde da sua empresa.

Quero uma cotaçãoImagem de uma estrelinha.

Posts recomendados