RH estratégico: como implementar na sua empresa e sair na frente 

6/5/2021

Por

Aline Oliveira

RH estratégico: como implementar na sua empresa e sair na frente 

Você já reparou que sem uma estratégia bem definida, é muito difícil alcançar seus objetivos, não é? O mesmo acontece com as empresas quando elas desejam crescer, mas não têm um RH estratégico.

Não faz sentido uma organização traçar onde ela quer chegar (e como isso será feito) sem pensar nas pessoas, que são os principais meios para levá-la onde deseja. Porém, muito mais que entender a teoria de como ser estratégico, o RH precisa colocar o conhecimento em prática com ações concretas no dia a dia. Veja como fazer isso!

Neste artigo você vai ver:

O que é um RH estratégico?

O Recursos Humanos estratégico é o modelo de gestão que visa gerir as pessoas a partir de estratégias que promovam o seu desenvolvimento e o da organização. Isso não quer dizer que o departamento não executará as ações burocráticas — muitas vezes, feitas em parceria com o Departamento Pessoal.

Significa que o objetivo aqui é enxergar os profissionais de maneira a impulsioná-los ao crescimento e desenvolvimento na empresa e, consequentemente, a organização chegar onde deseja pelo bom desempenho dessas pessoas.

Como o RH estratégico se difere do RH tradicional?

O RH tradicional é mais focado em processos e em trâmites administrativos, como gerenciar as relações trabalhistas, e em fazer a gestão de custos referente a tudo o que envolve o colaborador, além de ter, geralmente, uma comunicação mais formal.

Já no RH estratégico, o colaborador não deve ser visto como um custo e sim como um investimento, um capital ativo. É preciso investir no seu no crescimento profissional e no desenvolvimento pessoal, com a ajuda da gestão comportamental — que além de auxiliar nas atividades organizacionais, também ajuda a moldar pessoas melhores. 

Quais as principais funções do RH estratégico?

Um RH inovador visa melhorar os resultados da empresa a partir do melhor desempenho do seu time, e isso é obtido com a execução de atividades como:

  • recrutar talentos que tenham fit cultural com a empresa;
  • identificar pontos de melhoria e desenvolver os colaboradores com treinamentos;
  • implementar planos de sucessão e acompanhá-los;
  • elaborar ações para motivação e engajamentos dos profissionais, incluindo a escolha dos benefícios mais vantajosos;
  • aplicar avaliações de desempenho, mensurar e gerir os dados a partir desses apontamentos;
  • entender as necessidades e questionamentos dos colaboradores e planejar melhorias que também beneficiem a empresa.

Como tornar o RH mais estratégico?

Certo, falamos muito em estratégia, mas como colocar isso em prática? Tenha em mente que o processo é gradual e não acontecerá de uma hora para outra.

É preciso ter paciência e implementar as medidas aos poucos para não atropelar o processo. Veja algumas dicas:

Ter participação ativa no planejamento estratégico da empresa

Se você está pensando como dar os primeiros passos para ter um RH inovador, saiba que entre as medidas iniciais está a participação das reuniões estratégicas da organização.

É preciso estar por dentro dos objetivos da empresa, conhecer as metas para alcançar tais resultados e, principalmente, participar da construção desse planejamento desde o início. Somente com o conhecimento aprofundado dos objetivos finais é que o departamento conseguirá elaborar ações certeiras para atingir tais propósitos.

Para você ter uma ideia do quanto isso é relevante, vamos citar as principais perspectivas de uma das metodologias de planejamento estratégico mais famosas, que é o BSC, já ouviu falar? O Balanced Scorecard é uma metodologia que ajuda muitos gestores a construir um mapeamento estratégico dos objetivos da organização.

Essa ferramenta baseia-se em analisar quatro perspectivas principais: 

  1. Perspectiva financeira;
  2. Perspectiva do cliente;
  3. Perspectiva dos processos internos;
  4. Perspectiva do aprendizado e conhecimento.

É essa última perspectiva que nos importa para exemplificar a participação estratégica do Recursos Humanos. Uma das metas dessa perspectiva é atrair e reter profissionais de alta performance

Por isso, entender exatamente quais são os objetivos da organização é essencial para identificar quais perfis procurar no mercado, assim como elaborar estratégias para manter os colaboradores engajados, satisfeitos com a empresa e em constante desenvolvimento. 

Embora as outras perspectivas também sejam essenciais para a atuação estratégica da empresa e do RH — como a de processos internos, com o remanejamento de pessoas,  a redução de custos internos, entre outros — destacamos o que é mais focado no desenvolvimento direto do colaborador, atividade base de todo RH.

Investir no RH baseado em dados

É importante que o RH deixe de ser um setor que toma decisões de forma subjetiva, para se basear em números e dados. Esses só são possíveis de serem utilizados com a utilização da tecnologia. Os dados são capazes de ajudar o setor a predizer tendências e apontar o melhor caminho a ser seguido pela organização.

Os dados são grandes aliados para o RH ser cada dia mais estratégico e focado em resultados. Não pense que esses resultados se referem apenas aos da empresa, pois aqui, nos referimos aos resultados de toda a companhia e ao sucesso individual de cada colaborador.

Ser agente de transformação

O RH deve ser mais ativo em prol das ações que resultem em melhorias na empresa e essas atividades devem ser percebidas de forma antecipada. O setor não deve ser procurado apenas para apagar incêndios ou resolver problemas para os gestores, como conduzir um desligamento difícil, por exemplo.

Isso quer dizer que o departamento deve ser menos reativo e mais ativo, e educar os gestores da organização a enxergar o departamento como um aliado para potencializar resultados por todos os lados.

Terceirizar atividades burocráticas

É difícil imaginar um setor com tantos processos e atividades burocráticas (como gerir a folha de pagamento e fazer cálculos trabalhistas) ser, ao mesmo tempo, tão eficiente em estratégias de gente e gestão. Devido à rotina intensa, dificilmente sobra tempo para pensar estrategicamente.

Por isso, é preciso analisar formas de terceirizar alguns processos mais operacionais, mas que são, ao mesmo tempo, muito importantes para a organização. A escolha dos benefícios mais indicados para o time e a gestão deles são tarefas que podem ser executadas por uma empresa parceira, por exemplo.

Para finalizar a leitura, tenha em mente que ter um RH estratégico é a medida mais importante para uma empresa gerir as pessoas de forma eficiente e alcançar bons resultados a partir disso.

Invista nesta mudança internamente e logo você verá como a companhia tem muito mais potencial do que imaginou.

Gostou da ideia de terceirizar demandas? A Pipo Saúde é especialista em gestão de benefícios! Aproveite para conhecer os nossos serviços!

Logotipo Pipo Saúde
Pipo Saúde

Conectamos a sua empresa com os melhores benefícios de saúde: Planos de saúde, odontológico e muito mais para o bem estar dos colaboradores da companhia.

Inscreva-se na Newsletter da Pipo!

Imagem de um brilho.

Pronto para simplificar a  gestão de saúde da sua empresa?

Comece agora uma nova relação com o plano de saúde da sua empresa.

Quero uma cotaçãoImagem de uma estrelinha.

Posts recomendados