Como o fit cultural pode otimizar o processo de recrutamento da sua empresa? 

21/7/2021

Por

Larissa Reis

Como o fit cultural pode otimizar o processo de recrutamento da sua empresa? 

Não é fácil encontrar profissionais qualificados, mas ter um bom time é imprescindível para o sucesso. Por isso, o fit cultural é um dos pontos mais relevantes para qualquer negócio e precisa ser analisado com muito cuidado. 

Caso contrário, a empresa pode ter uma série de problemas, inclusive financeiros. 

Para evitar que isso aconteça, é fundamental investir em recursos de recrutamento inteligente, como o fit cultural — que considera aspectos culturais para analisar a compatibilidade entre uma empresa, um candidato e a empresa.  

Se a sua organização ainda não utiliza essa estratégia, esse é o momento certo de repensar e otimizar o seu processo de recrutamento. Leia até o final para entender melhor! 

Neste conteúdo você encontrará:

O que é fit cultural?

Como determinar se um candidato está apto a desenvolver determinada função?

Além de verificar sua experiência profissional, história acadêmica e habilidades, é preciso analisar se a pessoa é compatível com os valores, crenças, comportamentos e propósitos da empresa. 

Esse alinhamento ou ajuste com os aspectos culturais de uma organização é chamado de fit cultural. 

Quando não existe fit cultural e mesmo assim o candidato é contratado, existem grandes chances dele não se adaptar ao ambiente, ter problemas de relacionamento com os colegas e não conseguir executar bem as suas atividades. 

Em outras palavras, o profissional que se identifica com a cultura organizacional tem mais facilidade de vestir a camisa da empresa, se manter motivado e tudo isso influencia o seu desempenho. 

A importância do fit cultural

Separamos alguns pontos para que você entenda melhor a relevância do fit cultura em um processo de recrutamento. Acompanhe! 

Assertividade nas contratações

Uma boa aplicação do fit cultural aumenta as chances do RH acertar nas contratações. 

Afinal de contas,  uma pessoa que compartilha aspectos culturais com a empresa se integra melhor com os colegas, contribui para o clima organizacional e desempenha melhor as suas funções.

Quer outro bom motivo? Essa assertividade nas contratações contribui para a otimização de custos

Maior taxa de retenção de talentos 

Ninguém gosta de trabalhar em um local que não se identifica e não consegue apresentar bons resultados. Por isso, a contratação de um profissional com baixo fit cultural não é boa para nenhum dos envolvidos. 

Agora, quando o colaborador está envolvido com os propósitos da organização e satisfeito com o trabalho que está sendo desenvolvido, é bem provável que ele queira permanecer e construir uma carreira dentro da empresa. 

Dessa forma, a organização consegue reter talentos e aproveitar ao máximo o engajamento desses profissionais. 

Aumenta a produtividade

Não basta ter as habilidades necessárias para desempenhar o cargo, é preciso ter motivação e energia para colocar tudo o que sabe em prática. O envolvimento com os objetivos da empresa ajuda o colaborador a ser mais produtivo e eficiente. 

Evita desgastes nos times

Para que o trabalho em equipe atinja seus objetivos é preciso que todas as peças trabalhem em sintonia. Tudo funciona muito melhor quando os colaboradores envolvidos estão ajustados com a cultura organizacional. 

Por conta disso, contratar analisando o fit cultural contribui para evitar os desgastes entre os times e melhorar o clima dentro da empresa. 

Saiba como identificar a cultura organizacional do seu negócio 

Como você já sabe, o fit cultural é uma forma de entender o quanto o candidato está alinhado com a cultura organizacional. 

Sendo assim, é fundamental conhecer muito bem esse complexo conjunto de valores, hábitos e objetivos para descobrir qual é o candidato ideal para cada cargo.

Ainda não sabe definir a cultura organizacional da sua empresa? Confira um passo a passo! 

Conheça os atributos principais da sua empresa

A primeira etapa é a análise das principais características da empresa. Para isso, vale observar o comportamento de colaboradores, lideranças, diretoria, as políticas internas, a comunicação e até mesmo as avaliações na internet. 

Veja algumas perguntas que podem servir de guia durante o processo:

  • Como funciona a tomada de decisões? Geralmente, os colaboradores podem participar ativamente delas? 
  • Qual é o tipo de liderança observada nos times?
  • Como a comunicação interna se comporta?
  • Quais são as probabilidades de inovações acontecerem? Existe abertura para novas ideias?
  • A organização incentiva o desenvolvimento de habilidades e a troca de aprendizados?
  • O que os colaboradores falam sobre a empresa em sites de avaliação, como o Glassdoor?

Documente os valores mais importantes da sua empresa

A partir do estudo das características da organização, está na hora de identificar e documentar os valores, ou seja, as motivações da empresa. 

As regras, os comportamentos e as ações da empresa são influenciadas pelos valores organizacionais. Em outras palavras, estamos falando sobre a personalidade da empresa, sobre o que ela acredita, a maneira se posiciona no mercado e na sociedade de modo geral. 

Essa filosofia serve como guia para os colaboradores e ajuda os times a identificarem o que precisa ser feito no dia a dia para que os objetivos do negócio sejam alcançados. 

Mapeie os objetivos e onde a empresa quer chegar

Também é importante mapear quais são os objetivos da empresa. Afinal, fica muito mais difícil agir efetivamente quando não se sabe onde quer chegar. 

Para realizar as mudanças na cultura organizacional e até mesmo para saber quais tipos de profissionais contratar, é preciso definir quais são os objetivos da empresa a curto, médio e longo prazo. 

Como descobrir o perfil ideal para a realidade da sua empresa

O perfil do candidato deve estar alinhado aos desafios, objetivos e valores da empresa. Por isso, é necessário ter a cultura organizacional bem definida antes de começar a divulgação de uma vaga. 

Veja alguns pontos que precisam ser analisados para identificar o perfil ideal:

  • habilidades necessárias; 
  • habilidades desejáveis;
  • ambiente de trabalho (formal, informal);
  • tipo de jornada (a empresa permite horários flexíveis?)
  • trabalho em home office ou presencial;
  • benefícios que vão ser oferecidos;
  • rotina do setor;
  • atividades que vão ser desempenhadas.

Se a busca é por um profissional da área de marketing para atuar em uma startup no auge do seu crescimento, por exemplo, é possível que o candidato ideal tenha que ser criativo, comunicativo, tenha facilidade para trabalhar em um ambiente mais despojado, consiga resolver problemas de forma rápida.

Isso, é claro, sem falar em todas as competências técnicas que cada vaga vai exigir. 

Uma pessoa com esse perfil talvez tivesse dificuldade para atuar em um ambiente formal, que exige discrição e um comportamento mais sério. Isso não quer dizer que o candidato é ruim, apenas que não está dentro do perfil exigido para a vaga.  

Como avaliar o fit cultural no processo de recrutamento

Depois de definir o perfil do candidato e a cultura organizacional, é chegado o momento de buscar a pessoa adequada para ocupar o cargo. 

Felizmente, existem várias estratégias que podem ser aplicadas para promover mais assertividade durante esse processo e garantir que o profissional esteja culturalmente alinhado com a empresa. Vamos conhecer algumas delas?

Invista tempo na descrição das ofertas de vagas

Se você sabe exatamente qual é o perfil de candidato que está buscando, precisa garantir que essas características estejam detalhadamente na oferta da vaga. 

É importante que ao visualizar a descrição da vaga, todos consigam compreender como é trabalhar na empresa, quais vão ser suas funções, responsabilidades e benefícios. 

Dessa forma, você evita perder tempo analisando currículos de pessoas que não se encaixam dentro do que a organização precisa naquele momento ou mesmo que não se interessam pela proposta. 

Avalie os softs skills

A avaliação de soft skills é uma parte crucial do processo de seleção e recrutamento. 

É com base nessas análises que será possível entender se o candidato tem as competências comportamentais e interpessoais necessárias para preencher a vaga. 

Por isso, é interessante incluir na entrevista questionamentos sobre situações em que habilidades  comportamentais, como trabalho em equipe ou liderança, foram utilizadas.

Além disso, dinâmicas de grupo, testes e todas as técnicas desenvolvidas podem ser úteis nessa identificação. 

Faça uma avaliação do histórico de trabalho 

É importante checar as experiências profissionais anteriores para conhecer melhor as habilidades e a vivência de mercado de cada candidato. Durante a avaliação, também é interessante pensar nos objetivos da empresa a longo prazo.  

Se ensinar faz parte da cultura organizacional, talvez a avaliação desse histórico não seja tão essencial para a escolha do candidato ideal. Por outro lado, a experiência é indispensável em determinados cargos. 

Alinhe expectativas

É fundamental ser transparente durante todas as etapas do processo de seleção.

Da mesma forma que a organização precisa conhecer cada candidato, eles também  precisam saber o que a empresa espera do profissional que vai ocupar o cargo, como é a rotina, as responsabilidades, os benefícios.

Durante uma conversa franca, por exemplo, é possível identificar se a faixa salarial é compatível com o que o profissional deseja, se existe uma identificação com as atividades que devem ser desempenhadas pelo cargo.

Ferramentas utilizadas para avaliar o fit cultural dos candidatos

Além das orientações que já compartilhamos sobre como analisar o fit cultural no processo de recrutamento, temos ainda algumas ferramentas úteis. Confira a seguir.

Tecnologias e serviços indispensáveis para RHs em 2021

Seção "Trabalhe Conosco"

Também conhecida como página de carreiras, a seção "Trabalhe Conosco" do site de uma empresa pode ser uma ótima ferramenta a favor do fit cultural.

Isso porque a expectativa desse alinhamento é uma via de mão dupla. Assim como a organização se interessa por buscar profissionais que se identifiquem com sua cultura, profissionais também buscam por empresas que compartilham seus valores.

Assim, um profissional do mercado pode acessar o 'Trabalhe Conosco' para conhecer melhor a empresa, o perfil de seus funcionários e decidir por se candidatar ou não a uma vaga.

Caso perceba a compatibilidade, o profissional vai se sentir mais à vontade e confiante para buscar uma oportunidade. De quebra, aumentará as chances de que a empresa também identifique um bom fit cultural durante o recrutamento.

Dica: Sua empresa pode apostar na criatividade e criar uma página de carreira com depoimentos, inclusive em vídeo, e outros conteúdos que contem sobre a marca empregadora e sua cultura.

Entrevista

Não surpreende que a entrevista esteja entre as ferramentas de fit cultural, certo? A conversa e a escolha das perguntas certas são cruciais para que a empresa entenda se um candidato tem ou não o perfil esperado para a vaga.

Pensar nisso é muito comum tendo como foco o preenchimento de requisitos técnicos. Para garantir o alinhamento cultural, basta pensar estrategicamente em perguntas que ajudem a compreender o perfil de cada entrevistado.

Testes de perfil

Quando mencionamos a descrição da vaga como estratégia de fit cultural, indicamos que o RH precisa saber exatamente qual perfil de profissional procura.

A essa altura, você já sabe que não falamos apenas do "currículo", mas das soft skills e personalidade também. Assim, uma boa ferramenta é um software de perfil comportamental.

Esse tipo de tecnologia permite a aplicação de um teste online que usa inteligência artificial para elencar quais candidatos têm perfis mais compatíveis com cada vaga.

O teste também pode ser aplicado durante o processo seletivo, já com os candidatos pré-selecionados.

Em todo caso, trata-se de uma solução que favorece as chances de acerto a cada contratação.

Entrevista de fit cultural: como funciona?

Vamos falar da entrevista mais uma vez porque essa é uma das atribuições mais conhecidas do RH, e uma das mais importantes para a garantia do fit cultural.

Para entender como funciona, considere que o mais interessante é evitar perguntas cujas respostas esperadas sejam óbvias ou simples demais de inferir.

A ideia é que, naturalmente, o candidato revele seus pensamentos e sua linha de conduta à medida que for respondendo perguntas que demandem respostas longas, ou seja, mais elaboradas do que um simples "sim ou não", por exemplo.

Por que? Se você perguntar a um profissional se ele trabalha bem em equipe, tem boas chances de ouvir um "sim" mesmo que a resposta não condiga com a realidade. Isso porque o "sim" é a resposta mais esperada nesse caso.

Sendo assim, é importante elaborar melhor as questões e apresentar situações que levem o candidato a fugir do óbvio e, consequentemente, dar respostas que sejam mais fiéis à sua personalidade.

Feedback de fit cultural: como e por que dar?

Por fim, vamos ao feedback de fit cultural, já esclarecendo que esse retorno é importante para o profissional e positivo para a empresa também.

O feedback você já deve conhecer. Falamos de uma devolutiva, uma informação que é dada ao candidato sobre seu desempenho no processo seletivo.

Essa informação é muito esperada, sobretudo por quem não consegue a aprovação no processo. Entretanto, pode ser útil em todos os casos. Vamos entender melhor?

O feedback para quem não passou na seleção

Pode ser difícil ao RH dar retornos a todas as pessoas que participam de um processo de recrutamento e seleção, mas o esforço é sempre bem-vindo.

Temos dois bons motivos para isso:

  1. os profissionais se interessam em saber o que não deu certo, assim, podem se aprimorar para futuras oportunidades;
  2. o feedback de fit cultural mostra que a empresa se importa e garante uma experiência mais positiva até para quem ouviu um "você não passou" ao fim do processo.

Isso favorece o fortalecimento da marca empregadora e também indica ao profissional o quê no seu perfil não se alinha com a cultura da empresa.

Caso o candidato entenda que se trata de algo que é passível de mudanças ou melhorias, pode levar o retorno como uma oportunidade para evoluir.

Esse feedback pode ser feito por e-mail ou por telefone, por exemplo. É interessante não ser taxativo, mas pensar em uma forma construtiva de dar o retorno.

É pouco dizer "seu perfil não se adequa ao que buscamos". É melhor explicar o porquê, de forma a ajudar o profissional a avaliar melhor seu próprio perfil e as oportunidades que busca.

O feedback para quem não passou na seleção

A cultura organizacional é construída diariamente. Isso significa que RH e lideranças devem atuar de forma e incentivar, constantemente, comportamentos considerados positivos pela empresa.

Isso pode começar desde o feedback de fit cultural. Quando um candidato é aprovado, reforçar o que em seu perfil foi bem-visto pela organização e o que se espera do profissional em razão disso ajuda a direcionar a atuação do recém-chegado.

Isso pode, inclusive, favorecer o processo de integração e adaptação dos contratados, que vão se sentir mais confiantes em suas novas funções.

O feedback e sua importância para a empresa

Entendeu como o feedback de fit cultural pode ser importante para a própria empresa? Para refrescar sua memória:

  • permite que profissionais se aprimorem, tornando-se candidatos mais alinhados em futuras oportunidades;
  • contribui para o fortalecimento da marca empregadora;
  • reforça comportamentos individuais e coletivos que a empresa espera de seus funcionários;
  • favorece o processo de adaptação e integração de novos contratados.

Conclusão 

A missão dos profissionais de RH está longe de ser fácil e é essencial aproveitar ferramentas, como o fit cultural, para tornar o processo mais eficiente. 

Garantir um bom fit cultural favorece a dinâmica de trabalho entre as equipes e a produtividade individual de cada profissional. Também alinha expectativas, inclusive a respeito dos benefícios oferecidos pela organização.

Além disso, é sempre importante medir a satisfação dos colaboradores para poder planejar próximos passos. Para isso, você pode contar com a nossa planilha de pesquisa de clima organizacional. Baixe agora: 

Pesquisa de clima organizacional


Logotipo Pipo Saúde
Pipo Saúde

Conectamos a sua empresa com os melhores benefícios de saúde: Planos de saúde, odontológico e muito mais para o bem estar dos colaboradores da companhia.

Inscreva-se na Newsletter da Pipo!

Imagem de um brilho.

Pronto para simplificar a  gestão de saúde da sua empresa?

Comece agora uma nova relação com o plano de saúde da sua empresa.

Quero uma cotaçãoImagem de uma estrelinha.

Posts recomendados