Recrutamento inteligente: o que é e por que apostar?

18/2/2021

Por

Larissa Reis

Recrutamento inteligente: o que é e por que apostar?

Há quanto tempo você ouve falar em transformação digital? Já sabe que o recrutamento inteligente faz parte disso e tem ganhado cada vez mais espaço no mercado e nas escolhas dos RHs?

Cada empresa vive essa transformação em seu próprio ritmo, mas é fato que 2020 "forçou" a tecnologia na vida de muita gente. Com isso, há uma abertura ainda maior para falar sobre otimizar o recrutamento com novas soluções.

Gradativamente, mais RHs entendem que apostar no recrutamento inteligente torna o processo mais simples e dá mais liberdade para o setor durante a seleção. Continue a leitura para saber mais!

O que é recrutamento inteligente?

O recrutamento inteligente é um processo que conta com ferramentas tecnológicas para encontrar, atrair, engajar e reter os profissionais mais alinhados às necessidades da empresa.

Para dizer de outra forma, trata-se do recrutamento feito com o auxílio de soluções como softwares, plataformas online e redes sociais para encontrar os candidatos ideais.

A inteligência artificial entra em cena para automatizar etapas do processo e é por isso que esse tipo de recrutamento é otimizado.

Pontos positivos do recrutamento inteligente

Ao passo que reduz a burocracia no RH, o recrutamento inteligente torna o processo mais assertivo.

Entre os benefícios, destacamos:

Otimização dos recursos do RH

Por recursos, nos referimos ao investimento financeiro e ao capital humano.

O recrutamento inteligente torna o processo mais ágil e assertivo. Com isso, a empresa precisa investir menos dinheiro na divulgação de vagas e em outras etapas da seleção.

Ainda, com a parte burocrática sendo feita com auxílio ou pelas ferramentas de inteligência artificial, o RH fica mais disponível para as etapas mais analíticas do processo;

Maior assertividade na escolha dos candidatos

A depender do número de currículos recebidos para uma vaga, o RH pode não conseguir analisar todos atentamente conforme gostaria.

No recrutamento inteligente, um software pode fazer uma "triagem" já considerando os principais requisitos da vaga.

Com isso, o RH pode se concentrar em avaliar com atenção candidatos que têm mais chances de se encaixar na função e na empresa;

Manutenção do banco de vagas atualizado

Um recrutamento inteligente prova ao RH que é muito mais fácil gerenciar um banco de dados virtual do que lidar com um monte de currículos impressos.

Além de manter o banco atualizado, o RH consegue pesquisar candidatos ou qualificações de forma muito mais simples.

Isso também contribui para a assertividade porque garante que, com os filtros certos, um talento não passe despercebido no processo de seleção;

Mais agilidade no processo de recrutamento

Quando ferramentas tecnológicas entram em cena, sobretudo as baseadas em inteligência artificial, o RH leva menos tempo para encontrar candidatos e avaliar currículos.

Isso porque a tecnologia de automação permite que softwares cumpram buscas em banco de dados e outras tarefas por conta própria;

Possibilidade de terceirização do processo

A tecnologia abre portas para o uso de softwares especializados que permitem que a empresa terceirize o recrutamento digital.

Com isso, especialistas entram em cena para, com auxílio das ferramentas, realizar uma triagem mais detalhada dos candidatos.

Como consequência, apenas os mais alinhados com as vagas e com a empresa são apresentados ao RH.

Na prática: primeiros passos para um recrutamento inteligente

É possível adotar o recrutamento inteligente gradualmente. Isso é ótimo porque uma empresa não mergulha na transformação digital da noite para o dia, certo?

Com isso em mente, separamos os primeiros passos para a mudança e, para isso, consideramos inclusive recursos que já fazem parte da realidade da sua organização.

Utilize o site da sua empresa

O site da sua empresa pode se transformar em uma ótima ferramenta para um recrutamento inteligente.

Ao acessá-lo, o candidato deve encontrar a visão, a missão e os valores da organização. Com isso, vai poder analisar se a oportunidade condiz com seus próprios princípios e expectativas.

Isso é positivo porque funciona como uma espécie de filtro. Um profissional que discorda dos valores da empresa, por exemplo, tem menos chances de se candidatar a uma vaga.

Por outro lado, aquele que concorda com as ideias que regem a organização tem mais chances de se candidatar e de se encaixar muito bem na cultura da empresa.

Aposte nas redes sociais

Nem só de plataformas como o Facebook é feito o universo das redes sociais. Diversas pessoas usam as redes de forma profissional, mas hoje em dia o LinkedIn é o principal caminho para encontrar bons candidatos.

Isso porque o LinkedIn é uma rede exclusiva para o desenvolvimento de relações profissionais. Assim, quem cria um perfil pode logo criar também seu currículo e interagir com conteúdos e outros usuários.

Dessa forma, os recrutadores do RH conseguem pesquisar pessoas com base em suas qualificações a analisá-las com base no que compartilham na rede.

Faça uso do employer branding

Um ponto importante do recrutamento inteligente não tem a ver, necessariamente, com o uso da tecnologia.

Trabalhar o employer branding é adotar estratégias para aumentar a satisfação dos funcionários e melhorar a forma como a marca empregadora é vista.

Para quê? Não só para reter talentos, uma das consequências naturais dessa estratégia, como para fazer com que a empresa se torne conhecida como um bom lugar para se trabalhar.

Algo que, por consequência, desperta o interesse de bons profissionais em fazer parte do quadro de funcionários da organização.

Cuidar do público interno vai gerar propaganda positiva e, com isso, fazer com que os talentos busquem a empresa ou se estejam mais abertos ao receber um contato do RH.

Invista na entrevista

Sair do lugar-comum e estruturar uma boa entrevista também é uma estratégia de recrutamento inteligente.

A ideia é deixar de lado perguntas simples que levam a respostas que limitam a análise da qualificação e do perfil do candidato.

Assim, pode ser que o RH tenha que se dedicar um pouco mais para que a entrevista não se baseie em perguntas objetivas.

Diferente disso, o recrutamento precisa apostar naquelas que realmente permitam conhecer um candidato ao máximo.

Dica! É bastante válido personalizar a entrevista com base nos requisitos da vaga e nas demandas que o profissional vai precisar cumprir no dia a dia.

Contrate um software de gestão

A contratação de recursos tecnológicos faz toda diferença para o recrutamento inteligente.

A saber, existem softwares que ajudam a identificar o perfil comportamental de cada profissional. Assim, o RH consegue se aprofundar para além das qualificações técnicas do candidato.

O resultado disso é um processo de recrutamento e seleção mais assertivo.

Existem ainda outros modelos de software de gestão que podem otimizar o processo. Assim, é importante analisar aquele que vai atender melhor às expectativas do RH e as necessidades da empresa.

O que você achou de tudo isso, te parece bom?

Aqui na Pipo, usamos a tecnologia para facilitar a vida do RH, tornando o processo de gestão dos benefícios de saúde mais prático e digital.

Que tal saber um pouco mais sobre tudo isso? Solicite uma cotação com a Pipo!

Logotipo Pipo Saúde
Pipo Saúde

Conectamos a sua empresa com os melhores benefícios de saúde: Planos de saúde, odontológico e muito mais para o bem estar dos colaboradores da companhia.

Inscreva-se na Newsletter da Pipo!

Imagem de um brilho.

Pronto para simplificar a  gestão de saúde da sua empresa?

Comece agora uma nova relação com o plano de saúde da sua empresa.

Quero uma cotaçãoImagem de uma estrelinha.

Posts recomendados