O que é R&S e qual sua importância para o RH

19/8/2021

Por

Carolina Lais

O que é R&S e qual sua importância para o RH

Uma das responsabilidades do RH é atrair e escolher os melhores talentos para ocupar os cargos da empresa. Isso é feito por meio do R&S — Recrutação e Seleção. 

Essa área é imprescindível para o sucesso de qualquer negócio. Afinal, o que seriam das empresas se não fossem os profissionais que trabalham nela? 

Ao longo deste conteúdo vamos explicar melhor como funciona o R&S, sua relevância e como é possível tornar esses processos mais otimizados. Vamos lá?

O que é R&S para os Recursos Humanos?


Recrutamento e Seleção é o nome dado ao processo que as empresas realizam quando precisam contratar um novo colaborador — seja para preencher uma vaga ou entrar em uma nova posição. 

Essa atividade é dividida em duas fases diferentes, mas igualmente importantes para que a organização encontre o profissional ideal, são elas:

Recrutamento

Essa é a etapa em que os profissionais de recrutamento buscam atrair profissionais com o perfil desejado para a oportunidade em aberto. Para isso, o primeiro passo é  ter as características e objetivos da vaga bem definidos. 

Depois é preciso aproveitar as ferramentas disponíveis para procurar pessoas que, além de serem adequadas para o cargo, tenham interesse em participar do processo de seleção. 

Hoje em dia, é comum que o recrutamento seja feito por meio das redes sociais e até mesmo de sistemas automatizados — desenvolvidos para este fim. 

Seleção 


Após o recrutamento dos candidatos, é necessário que eles passem por várias fases para que o RH consiga selecionar o mais apto para a vaga. 

É durante a etapa de seleção que acontecem as entrevistas, dinâmicas em grupo, testes de conhecimento, entre outras ferramentas que vamos conhecer com mais detalhe daqui a pouco. 

A importância do recrutamento e seleção para as empresas

Fazer o recrutamento e seleção de forma estratégica é indispensável para o bom desempenho da empresa, independente do seu tamanho ou nicho de atuação. 

Para que uma empresa atinja os seus objetivos é interessante que todos os colaboradores estejam motivados e consigam desempenhar bem as suas funções. 

Caso contrário, como em um jogo de dominó, uma peça pode balançar e colocar o trabalho de todo mundo a perder. 

Uma contratação errada não é boa para ninguém, o profissional, as equipes e a empresa ficam prejudicados.  Por outro lado, veja alguns benefícios em investir no processo de recrutamento e seleção:

  • melhora no clima organizacional;
  • formação de times de alto desempenho;
  • redução de custos;
  • melhora na competitividade;
  • aumento da qualidade do produto/serviço. 

Principais indicadores para a área de R&S

Existem vários indicadores que podem ajudar a empresa a entender se as contratações estão bem sucedidas e o que pode ser feito para melhorar o processo de R&S. Veja quais são os principais:

Turnover

O turnover aponta o fluxo de entrada e saída de colaboradores dentro de uma empresa. Quando essa taxa está alta, é preciso ligar o sinal de alerta para entender o que está impedindo os talentos de permanecerem dentro da organização. 

Existem vários motivos que podem explicar a alta rotatividade de funcionários, entre eles:

  • ausência de benefícios;
  • salários baixos;
  • falta de plano de carreira;
  • problemas no clima organizacional. 

Aderência ao perfil da empresa

É essencial saber qual é o nível de aderência de cada candidato ao perfil da empresa. Essa métrica vai otimizar o processo de R&S e aumentar as chances de sucesso na contratação. 

Para conseguir essa informação, o primeiro passo é definir quais são os critérios da empresa para a vaga e depois compará-los com os dados de cada candidato. Felizmente, existem softwares que ajudam a realizar essa compatibilidade de forma automática. 

Engajamento dos candidatos

O processo de recrutamento e seleção precisa ser uma boa experiência para todos os envolvidos. Afinal de contas, estamos falando de pessoas e da imagem da empresa na sociedade. 

Uma boa forma de verificar se esse processo está sendo realizado de forma eficiente é analisando o engajamento dos candidatos. Confira algumas perguntas que podem ajudar a entender isso:

  • os candidatos se mostram animados com o processo?
  • existe um grande número de desistências? 
  • em qual etapa a desistência é maior?
  • quantas pessoas receberam o convite para participar do processo e não responderam?
  • qual número de participantes a empresa considera ideal?

Além desses dados, a opinião dos candidatos sobre o processo também é fundamental para que as melhorias necessárias sejam realizadas.

Custo da contratação


Contratar novos colaboradores gera vários custos para a empresa:

  • divulgação da vaga nas redes sociais;
  • horas de trabalho dos profissionais envolvidos;
  • contratação de sistemas especializados;
  • lanches para os candidatos. 

É importante manter o controle dessas despesas e, dentro do possível, reduzir ao máximo os custos para que não falte orçamento para outras atividades. 

A adoção de testes, dinâmicas e entrevistas pela internet, por exemplo, são excelentes alternativas para economizar tempo e dinheiro — tanto dos candidatos, quanto dos profissionais de recrutamento.

ROI


O famoso ROI (Return Over Investment, que em português significa Retorno Sobre o Investimento) pode ser muito útil para analisar se os investimentos feitos no R&S estão valendo a pena. 

A fórmula para fazer o cálculo é: ROI = (lucro – custo) / custo

Após um processo seletivo que a empresa investiu R$5.000,00, o colaborador contratado gerou um lucro de R$ 20.000,00 nos primeiros meses. 

ROI = ( 20.000 – 5.000) / 5.000 

ROI = 3 

Ou seja: a empresa teve um lucro de 300% em relação ao que foi investido. 

O grande desafio aqui é colocar em números o valor do trabalho do colaborador. Além dos resultados individuais, é importante analisar as contribuições do funcionário para o grupo e para a empresa de modo geral.

Porcentagem dos recrutamentos

Bons profissionais estão cada vez mais disputados entre as empresas. Por isso, é relevante considerar o número de pessoas que, mesmo passando na seleção, optaram por não fazer parte do time da empresa.

Isso pode significar, entre outras coisas, que os benefícios oferecidos não são tão interessantes ou mesmo que o salário está abaixo do mercado. 

Principais ferramentas de recrutamento e seleção


Existem várias ferramentas que ajudam os profissionais que fazem o R&S a realizarem um trabalho mais eficiente. Confira quais são as principais:

Canais internos

Divulgue a oportunidade nos canais internos da empresa, no jornal corporativo, grupo do WhatsApp, e-mail, intranet e até mesmo no mural da sala de café. 

Afinal, é possível que um funcionário que já faz parte do quadro da empresa tenha todos os requisitos buscados e queira participar do processo. 

Além disso, os próprios colaboradores podem ajudar na divulgação — compartilhando a oportunidade para familiares e amigos. 

Redes sociais

É bem provável que o público-alvo da sua vaga esteja nas redes sociais, inclusive, muita gente tem utilizado esses espaços para procurar emprego. Então, essa é uma estratégia prática e econômica de conseguir divulgar oportunidades. 

Também pode ser interessante buscar grupos específicos para aumentar as chances de encontrar bons candidatos. 

Sites de recrutamento

Anunciar em sites de recrutamento é uma ótima maneira de conseguir atingir um grande número de pessoas em pouco tempo. Existem muitas opções disponíveis e é importante fazer um filtro para conseguir encontrar opções que ofereçam o melhor custo-benefício. 

Banco de talentos

Não faz sentido perder de vista os candidatos que já realizaram o processo seletivo com a empresa, mas não conseguiram a vaga. Afinal, esses talentos podem ser requisitados em outro momento, para outra oportunidade. 

Por isso, é legal que a empresa mantenha um banco de talentos — uma ferramenta com dados sobre a experiência, formação, habilidades e outras informações de profissionais que participaram de processos de R&S anteriores. 

Além de ser prática, essa medida reduz custos!  

Indicações

É interessante que, antes que a vaga seja amplamente divulgada, os colaboradores fiquem sabendo da oportunidade. Dessa forma, eles têm a oportunidade de indicar pessoas que consideram aptas para participar do processo de seleção. 

O funcionário conhece bem as demandas da empresa, o ambiente de trabalho, os benefícios, e é provável que consiga indicar bons candidatos. 

Isso sem contar que o candidato indicado tende a se relacionar melhor com a empresa e tem menos chances de desistir no meio do processo. 

Conclusão

O trabalho do RH é cheio de desafios e é muito importante encontrar maneiras de facilitar a vida dos profissionais da área. Quando o assunto é plano de saúde, pode contar com a Pipo Saúde para isso. Nós podemos ajudar você a encontrar e administrar os melhores benefícios de saúde para atender as necessidades dos seus colaboradores. 

Assim sobra mais tempo para focar nos processo de R&S e nas pessoas! Se você precisa de ajuda para pensar ou escolher ferramentas que podem ajudar o seu dia a dia, baixe o nosso e-book gratuito de "Tecnologias e serviços indispensáveis para RHs".

Tecnologias e serviços indispensáveis para RHs em 2021


Logotipo Pipo Saúde
Pipo Saúde

Conectamos a sua empresa com os melhores benefícios de saúde: Planos de saúde, odontológico e muito mais para o bem estar dos colaboradores da companhia.

Inscreva-se na Newsletter da Pipo!

Imagem de um brilho.

Pronto para simplificar a  gestão de saúde da sua empresa?

Comece agora uma nova relação com o plano de saúde da sua empresa.

Quero uma cotaçãoImagem de uma estrelinha.

Posts recomendados