Plano de Saúde

Plano ou seguro de saúde empresarial: qual a diferença?

15/1/2021

Por

Aline Oliveira

Plano ou seguro de saúde empresarial: qual a diferença?

Já reparou que existem diversos serviços voltados para facilitar o acesso ao sistema privado de saúde? Até alguns anos, ouvíamos falar apenas em plano de saúde, mas hoje, além desse velho conhecido, nos deparamos com o seguro de saúde. Mas qual escolher: plano de saúde ou seguro de saúde?

Saiba que ambos são benefícios muito importantes para contratar na sua empresa, afinal, são serviços que auxiliam na valorização, atração e retenção de talentos. Porém, por serem assistências com foco na saúde, são frequentemente confundidas.  

Só que essa confusão não deve existir se o objetivo é oferecer vantagens ao time sem impactar tanto os custos da organização, certo? Por isso, convidamos você a continuar essa leitura e entender como funcionam os dois serviços. Aproveite!

O que é plano de saúde empresarial?

O plano de saúde empresarial funciona de forma semelhante ao plano de saúde individual: o cliente paga uma mensalidade e tem direito a realizar consultas, exames e demais procedimentos médicos em uma rede credenciada. Independentemente se ele utilizou ou não o plano naquele mês, a cobrança será feita da mesma forma.

A principal diferença do plano de saúde empresarial para o individual, é que no empresarial a companhia costuma pagar uma parte da mensalidade para os funcionários e esses arcam com o restante do valor. É o chamado plano por coparticipação, adotado por grande parte das instituições.

O que é seguro de saúde empresarial?

Já o seguro de saúde empresarial funciona como um seguro particular: o beneficiário arca com o valor do prêmio — que geralmente é mais baixo do que no plano de saúde — e, quando precisar de serviços médicos, deverá arcar com os custos, pois será reembolsado depois pela operadora.

Esse reembolso pode ser integral ou parcial e as condições serão definidas em contrato. Além disso, o prazo para reembolso varia de acordo com a negociação e o tipo de plano feito. O seguro de saúde costuma ser personalizável, ou seja, a empresa pode adicionar ou excluir coberturas que são mais interessantes para ela e para os colaboradores. 

Afinal, quais as diferenças entre seguro e plano de saúde empresarial?

Para compreender melhor as diferenças, também é importante saber que ambos benefícios garantem cobertura médica e são ótimas vantagens oferecidas pelas empresas, pois facilita o acesso à saúde, uma vez que os atendimentos não costumam ser baratos.

Tanto o plano quanto o seguro de saúde empresarial são regulamentados pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS). Outro ponto que devemos destacar é que ambas assistências podem solicitar o cumprimento do prazo de carência. 

A carência é o período em que o cliente deve aguardar para começar a utilizar os serviços médicos de forma integral. Nesse caso, mesmo pagando em dia, o usufruto só será liberado após a data estipulada pela operadora. 

Entendidas as principais similaridades, continue para saber quais são as diferenças entre plano de saúde e seguro de saúde empresarial:

Cobertura

A cobertura é uma das diferenças mais relevantes e que deve ser avaliada com atenção antes de escolher o melhor benefício. No plano de saúde, os pagamentos são antecipados e mensais, isso garante que o cliente tenha atendimento quando precisar, pois já estará arcando com as parcelas previamente.

Já no seguro saúde, o beneficiário deverá ter uma reserva para custear as despesas médicas do próprio bolso e, após o período estipulado em contrato, será ressarcido sobre os gastos que teve com consultas, exames e demais procedimentos.

Apesar de o seguro, geralmente, ter um custo menor, ou seja, o valor do prêmio ser mais vantajoso financeiramente, nem sempre os beneficiários terão essa reserva para pagar e depois serem reembolsados.

Atendimento

Ao contrário do plano, o seguro de saúde oferece mais liberdade de atendimento ao beneficiário, pois ele poderá escolher o profissional de saúde, hospital ou qualquer instituição de sua preferência.

Nos planos de saúde, há uma rede credenciada própria, pré-estabelecida para atendimento. Sendo assim, o paciente não tem a flexibilidade para escolher clínicas, laboratórios e médicos como acontece no seguro. Esse é outro ponto importante a ser avaliado antes de fechar o contrato empresarial.

Se, por exemplo, a organização conta com vários colaboradores que sempre viajam a trabalho e o plano contar apenas com cobertura regional, ou seja, limitada por cidade ou região, o serviço poderá não atender as necessidades.

Custos

Esse também é um dos pontos mais avaliados pelas empresas: os custos dos benefícios de saúde. Apesar de o valor do prêmio do seguro ser relativamente mais baixo, na maioria dos casos, esse é um valor individual que a empresa paga por cada colaborador.

Isso quer dizer que, geralmente, a companhia arca com custos de cada funcionário e não costuma haver variação de preço de acordo com o porte da organização. Já nos planos coletivos, por exemplo, existe a possibilidade de o valor ser mais acessível, pois é um tipo de serviço que costuma oferecer mais modalidades à escolha das empregadoras.

Qual é o ideal para a minha empresa?

A resposta mais direta para essa pergunta é: depende das necessidades de cada companhia. Por exemplo, se você sabe que seus colaboradores não têm condições de arcar com os custos para depois serem reembolsados, o seguro pode não ser uma alternativa interessante.

Da mesma forma, se você precisa de mais economia e de serviços que possam ser customizados de acordo com as demandas pontuais, nesse caso, o seguro de saúde pode ser a melhor opção. Por isso, é importante entender bem a realidade do negócio, os objetivos da empresa e sempre ter em mente as seguintes condições: 

  • contexto da organização: o tamanho da empresa, o tipo de negócio, se os colaboradores viajam com frequência, o quanto ela está disposta a desembolsar, entre outros fatores;
  • abrangência dos serviços: em quais localidades os colaboradores contarão com os serviços, se há cobertura ampla ou mais restrita, quais serviços estão inseridos nos planos, entre outros.
  • perfil dos funcionários: a realidade econômica dos times, se eles preferem pagar menos nas parcelas e mais após os procedimentos médicos ou o contrário, se eles costumam realizar check-ups anuais, fazem tratamentos específicos, e demais fatores específicos de cada quadro de colaboradores.

Você percebeu que tanto o plano quanto o seguro de saúde contam com vantagens e desvantagens, certo? Avalie todos os prós e contras e faça a melhor escolha!

Ficou com alguma dúvida que não abordamos aqui? O que acha de agendar uma conversa com a Pipo Saúde? Somos mais do que uma corretora e podemos auxiliar em todo o processo de compra e gestão de ambos os benefícios. Vamos nos conhecer melhor?

Logotipo Pipo Saúde
Pipo Saúde

Conectamos a sua empresa com os melhores benefícios de saúde: Planos de saúde, odontológico e muito mais para o bem estar dos colaboradores da companhia.

Imagem de um brilho.

Pronto para simplificar a  gestão de saúde da sua empresa?

Comece agora uma nova relação com o plano de saúde da sua empresa.

Fale com nossos consultoresImagem de uma estrelinha.

Posts recomendados