Recursos Humanos

Desvendando nomenclaturas: o que é sinistralidade?

14/5/2020

Por

Pipo Saúde

Desvendando nomenclaturas: o que é sinistralidade?

Se você tem um plano de saúde empresarial, todas as vezes que você dá um pulinho no pronto socorro, vai à uma consulta, realiza algum tipo de exame ou procedimento, existe um custo para o plano de saúde. Cada vez que o seu plano de saúde é acionado, ou seja, você o utiliza de alguma forma, isso é caracterizado como um sinistro.J

untando todos os custos de cada uma das vezes que acionamos o plano de saúde, geramos a sinistralidade. É através dela que os planos de saúde vão calcular os gastos e comparar com o que foi arrecadado pela operadora: o que entrou de receita vs o que gerou gastos.

Mas porquê eu preciso saber disso?
Há algumas hipóteses mas se a sinistralidade está alta deve ser porque:

1. Os seus beneficiários não estão sabendo fazer um bom uso na rede credenciada e eles podem estar pulando de médico em médico (falta de gestão de saúde) a fim de buscar algo melhor para eles.

2. Ou o grupo de beneficiários está doente por algum motivo. E é super importante ver se tem a ver com trabalho ou não, prezando pelo bem-estar dos seus colaboradores.

Além disso, esse cálculo impacta diretamente no que você vai pagar pelo seu plano de saúde. As operadoras analisam esses custos para entender qual é o percentual de utilização do plano de saúde por parte dos beneficiários. Em média, as operadoras trabalham com o percentual de 70% a 75%, que é considerado como aceitável. Se a sinistralidade passa desse percentual ela é considerada anormal e, sendo assim, a mensalidade a ser paga para ter o plano de saúde fica automaticamente acima do índice da inflação.

Quais são os motivos que fazem a sinistralidade ficar acima do aceitável?
Se você é o responsável pelo plano de saúde da empresa ou da startup é preciso ficar bem atento à sinistralidade, principalmente para que o plano de saúde, que é um benefício dos seus funcionários, não se torne um custo exorbitante.

Saiba no que você precisa ficar de olho e veja as possíveis soluções:

1. Frequência de exames, consultas ou procedimentos cirúrgicos
Se a frequência está alta é preciso dar um passo atrás e entender o motivo. Consultas terapêuticas, por exemplo, tem um alto custo na sinistralidade, assim como cirurgias de coluna. Ambas situações são possibilidades de mudanças para sua empresa ou startup. Observe, converse com seus funcionários e entenda a raiz dos problemas!

2. Catástrofes ou pandemias
Tem coisas que nem dá para controlar né? Acidentes graves, internação neonatal de longa duração ou colaboradores com doenças terminais estão fora do nosso controle, mas são possíveis causadores de aumento da sinistralidade.

3. Preço dos planos
Aumento da sinistralidade pode estar relacionado ao preço dos planos que pode estar abaixo do mínimo para cobrir o custo assistencial da rede contratada. Isso acontece porque as corretoras de plano de saúde praticam uma oferta para contratação e, no próximo reajuste, a conta sobe mais do que o esperado.

Se você faz parte da equipe de Recursos Humanos da empresa em que trabalha, recomendamos informar a sua equipe sobre o papo que discutimos acima. Essas informações podem fazer toda a diferença no dia a dia!

Agora que você já sabe o que é sinistro e como funciona a sinistralidade do plano de saúde, você pode contar com a Pipo para te ajudar na gestão de exclusões ou extensões de plano de saúde.

Quer fazer uma cotação de benefícios de saúde com o time da Pipo? É só preencher o formulário e entraremos em contato.

Logotipo Pipo Saúde
Pipo Saúde

Conectamos a sua empresa com os melhores benefícios de saúde: Planos de saúde, odontológico e muito mais para o bem estar dos colaboradores da companhia.

Atendente

Pronto para simplificar a gestão de saúde da sua empresa?

Comece agora uma nova relação com o plano de saúde da sua empresa.

Quero uma cotação

Posts recomendados