Como cuidar da saúde mental do seu time no trabalho

Por

Letícia Marcondes

Por

Atualizado em

Publicado em

31/3/21

Você sente que as pessoas na sua empresa estão mais estressadas ou com medo de adoecer? Também tem se sentido assim? Se sim, saiba que essa é uma situação comum e um dos efeitos da covid-19, situação que tem causado muito estresse no mundo inteiro. 

Estamos vivendo uma época em que as pessoas estão adoecendo com bastante frequência, tanto por conta da disseminação dos vírus que causam as gripes do tipo influenza e o da covid-19, quanto por doenças mentais causadas pelo medo, ansiedade e preocupação.

Porém, enquanto RH, pode ser que você tenha dúvidas de como preservar a saúde mental no trabalho, afinal, um dos papéis do setor é ajudar na promoção do bem-estar do time.

Pensando nisso, preparamos este artigo para te orientar sobre a importância de promover a saúde mental no local corporativo, assim como abordar a responsabilidade que as empresas têm de cuidar dos colaboradores e a relevância de ter uma política de saúde desse tipo. Vamos lá?

O que é saúde mental, afinal?

O conceito de saúde mental refere-se ao nível de qualidade emocional e cognitiva das pessoas. Porém, ainda que seja algo inerente ao ser humano, saúde mental é um assunto que recebe muito pouca atenção das pessoas e dos projetos de políticas sociais e públicas pelo mundo todo.

Tanto é que a Organização Mundial da Saúde (OMS) relata haver déficit global de investimentos em saúde mental

Entre os motivos para essa grave falha mundial estão: pouca destinação de recursos necessários — mesmo que haja um aumento na promoção do tema, os investimentos ainda não ineficientes —, falta de apoio por parte de liderança e governos e ligeiro aumento na força de trabalho em saúde mental.

Popularmente, também existe a crença de as pessoas pensarem que ter saúde mental significa não ter nenhum tipo de transtorno ou problema psicológico, mas isso é um engano. Até mesmo alguém saudável mentalmente pode desenvolver algum distúrbio temporário.

Diante de tantos percalços, vale jogar à luz sobre o problema e reforçar que uma pessoa com a mente saudável consegue:

  • Lidar melhor com as outras pessoas, independentemente do tipo de relacionamento;
  • Oferecer o máximo do seu potencial;
  • Lidar com situações alheias ao que era esperado;
  • Representar importantes funções na vida de outras pessoas e espaços que ocupa;
  • Harmonizar desejos, ambições, ideias e emoções;
  • Relacionar-se com consigo mesmo de forma mais leve e inteligente emocionalmente;
  • Conhecer seus limites e os limites dos outros;
  • Ter a mente mais positiva em meio às adversidades.

Não há dúvidas de que uma mente sã pode trazer inúmeros benefícios a todas as relações de um indivíduo, inclusive, promover o autoconhecimento, ingrediente fundamental para gerir emoções e buscar o desenvolvimento pessoal.

Porém, a realidade é que os transtornos mentais e comportamentais atingem mais de 700 milhões de pessoas no mundo. Aqui no Brasil, se já éramos o país mais ansioso, de acordo com a OMS, saiba que dados recentes mostram que mais de quatro em cada 10 brasileiros tiveram problemas de ansiedade a partir da vinda da covid-19.

Saúde mental e trabalho: qual é a relação?

A saúde mental no trabalho é um estado de bem-estar mental no qual uma pessoa consegue usar suas capacidades para recuperar-se do stress do dia a dia e ser produtiva, além de conseguir se relacionar bem com os colegas e líderes.

O trabalho em si é um ótimo recurso para promover a saúde mental, afinal, durante o trabalho exercitamos nossas habilidades sociais e relacionais, despertamos certas ambições e temos retorno financeiro. 

Porém, não é segredo que o local de trabalho também pode ser a principal fonte de estresse para muitas pessoas. 

Frequentemente, colaboradores acabam submersos em muitas demandas — o que causa uma jornada de trabalho exaustiva —, têm baixo controle sobre a tomada de decisões, são cobrados por resultados, têm relações mal resolvidas com líderes e colegas e sentem falta de equilíbrio entre esforço e recompensa.

Além disso, casos de assédio, intimidação, discriminação e competitividade excessiva são problemas comumente relatados nos espaços de trabalho, e que geram um grande impacto na qualidade de vida das pessoas. Existe ainda a pressão exercida por si mesmo ou pela família.

Uma pesquisa conduzida ao longo de sete anos pela Universidade Nacional Australiana concluiu que ter um emprego estressante e frustrante é, na verdade, pior para a saúde mental das pessoas do que não ter trabalho nenhum.

Para as empresas também não existe nenhum benefício: segundo dados da Secretaria Especial de Previdência e Trabalho os transtornos mentais e emocionais já são a segunda maior causa de afastamento do trabalho. 

De acordo com o mesmo estudo, nos últimos 10 anos aumentaram em 20 vezes as concessões de auxílio-doença relacionadas à saúde mental. 

É por isso que, cada vez mais, incentivos à saúde mental precisam fazer parte da cultura corporativa das empresas, pois sua ausência está frequentemente associada aos seguintes fatores: 

  • Aumento da sinistralidade do plano de saúde e isso acontece porque pessoas doentes tendem a procurar mais pelos serviços de saúde, impactando os custos com o plano;
  • Baixa performance e entrega de resultados;
  • Elevação do turnover e do absenteísmo;
  • Aumento do presenteísmo, que é quando o colaborador está de corpo presente na empresa, mas não consegue focar em suas atividades;
  • Desequilíbrio do clima organizacional, pelo fato de haver mais desavenças internamente.

Frente a tantas desvantagens para empresas e colaboradores, é bem provável que você esteja se perguntando como ajudar o seu time e também manter a própria saúde mental no trabalho. Que tal conferir nossas sugestões a seguir?

Como a empresa pode ajudar a cuidar da saúde mental das pessoas colaboradoras?

Você já entendeu que a saúde mental causa forte impacto nos resultados, mas, ainda assim, muitas organizações acabam ficando para trás em relação à preocupação com a saúde mental dos colaboradores ou ainda, não sabem bem o que fazer para mudar esse cenário.

Embora seja ótimo que grande parte dos programas corporativos sejam centrados na saúde física por meio da prevenção e da oferta de benefícios, como planos médicos, odontológicos e descontos em academia, o corpo é apenas metade da equação. 

O que as empresas precisam ter atenção é que a mente é, assim como o corpo, igualmente crucial para nosso bem-estar e para ter mais qualidade de vida. Isso, certamente, é refletido nas atividades quando algo não está legal.

Além disso, saiba que as ações de promoção da saúde mental não podem ser apenas pontuais, feitas de forma isolada ou só para cumprir os calendários de movimentos pela sociedade. 

É necessário ir além de campanhas como Setembro Amarelo e pensar em atividades recorrentes, voltadas à promoção da saúde emocional do colaborador durante todo o ano. Se você precisa de sugestões nesse sentido, abaixo, listamos algumas ideias. Acompanhe!

Checklist organizacional da saúde mental no trabalho

Pensando em te ajudar a priorizar a saúde mental da sua equipe, preparamos uma lista de ações e atitudes que fazem parte da cultura de uma empresa que se preocupa com esse problema e com os riscos psicossociais que podem surgir nesse sentido.

Esses riscos, inclusive, podem ser tanto para a organização — com o desenvolvimento de políticas inadequadas de saúde e segurança, adotar uma linha de comunicação ruim, por exemplo — quanto para os colaboradores, que são os mais impactados nesse sentido.

Saiba como a sua empresa pode oferecer ainda mais suporte para manter (ou conquistar) um espaço de trabalho saudável:

Saúde mental e o bem-estar como ativos essenciais na organização

  • Abordar o tema “saúde mental’ no ambiente de trabalho com a finalidade de influenciar positivamente as pessoas colaboradoras, inclusive, inserir o assunto como parte das ações de medicina preventiva
  • Preparar o setor ou destinar uma pessoa da equipe para priorizar esse pilar e que também possa oferecer algum tipo de suporte para o colaborador com ansiedade e depressão — desde uma conversa até um encaminhamento médico ou hospitalar;
  • Comprometer-se a revisar a cultura organizacional e a forma de fazer negócios para garantir que ela seja a mais saudável possível;
  • Oferecer ferramentas de promoção da saúde mental baseadas em evidências das reais necessidades dos funcionários, como atenção plena e exercícios, benefícios vantajosos, entre outros.
  • Realizar pesquisas de clima organizacional a fim de escutar o que as pessoas colaboradoras têm a dizer para que se tenha dados sobre a realidade da saúde mental geral dentro do espaço de trabalho;
  • Promover um ambiente de segurança psicológica, no qual todos os funcionários sintam-se acolhidos para procurarem o RH sempre que necessário.

Desenvolvimento ativo de lideranças, diretorias e gerência empática e compassiva

  • Oferecer treinamentos e instruções para gestores aprenderem a lidar com diferentes perfis no time;
  • Orientar para que os líderes deem atenção e suporte aos colaboradores sobrecarregados e que evitem essa situação na equipe;
  • Enfatizar a necessidade de conhecimento sobre distúrbios mentais e instruir como lidar em situações que demandem atenção e cuidado nesse sentido;
  • Reconhecer que colaboradores e líderes que têm vivência, conhecimento ou experiência em saúde mental — ou ainda que convivem com esses distúrbios — são valiosos para a cultura da empresa;
  • Estimular feedbacks que corrijam falhas ao mesmo tempo em que estimulam a autoconfiança e melhorem o desempenho.

Processos para identificar e resolver casos de má conduta como assédio e discriminação

  • Manter um código de conduta aberto e orientado a não aceitar nenhum tipo de discriminação entre os colaboradores;
  • Promover uma cultura de aceitação das pessoas e da diversidade no ambiente de trabalho;
  • Oferecer um canal de denúncia ou um canal de escuta, como a SafeSpace, para que as pessoas tenham um espaço seguro para relatar seus problemas;
  • Encorajar a denúncia de discriminação, assédio, fraude e outros maus comportamentos na empresa.

Diversidade humana e a inclusão de todas as experiências

  • Ter um posicionamento definido e estruturado para promoção de representatividade dentro do espaço de trabalho;
  • Apoiar causas sociais de alívio à pobreza e outras condições limitantes a grupos de pessoas que já foram sistematicamente excluídos;
  • Ter estratégias para garantir processos de contratação sem vieses inconscientes e que olhem para a representatividade;
  • Garantir que a pirâmide de hierarquia da empresa seja representativa, com pessoas de todos os grupos sociais participando ativamente de tomada de decisões.

Ativos tangíveis para a melhora da saúde das pessoas colaboradoras

  • Ofertar benefícios focados na saúde da pessoa colaboradora como acesso a plano de saúde, plano odontológico, terapias, desconto em academias, entre outros;
  • Disponibilizar materiais básicos necessários para a boa realização das atividades, como celular, caso a pessoa utilize o Whatsapp em suas funções, notebook com bom funcionamento, cadeira, mesa, acesso a internet de qualidade e questões relativas à boa ergonomia do funcionário;
  • Desenvolver as habilidades das pessoas colaboradoras por meio de cursos, treinamentos e capacitações;
  • Indicar uma pessoa ou setor responsável para acolher e conversar com os colaboradores em momentos de necessidade;
  • Ter atenção aos desdobramentos que envolvem cuidado com a saúde mental em relação à covid-19. Afinal, sabemos que essa é uma situação que fará parte da rotina das pessoas por algum tempo e que, muitas vezes, pode desencadear consequências sérias para as pessoas.

Mais do que nunca a saúde mental do seu time precisa de atenção

As pessoas podem se sentir especialmente isoladas no contexto de pandemia, por exemplo, onde há tantas incertezas e a saúde mental requer ainda mais atenção. 

E, às vezes, mesmo algo tão simples como uma mensagem gentil ou uma ligação para checar como a pessoa está pode demonstrar que a empresa tem cuidado e atenção ao time. Mas tenha em mente que o apoio à saúde mental não deve terminar aí.

Cuidar da saúde mental nem sempre é fácil, e por isso que as pessoas não deveriam suportar todo o peso sozinhas. Enxergue o potencial que sua organização tem em promover uma mudança positiva na evolução coletiva em termos de saúde mental da equipe. 

Nesse sentido, saiba que, além do checklist acima, também é possível pensar em alternativas práticas para ajudar na promoção da saúde mental e bem-estar dos colaboradores. Já ouviu falar em remote first?

Remote first é um modelo de trabalho em que a empresa oferece o trabalho remoto como primeira opção aos funcionários. Há quem considere essa uma evolução do trabalho remoto, pois, esse, muitas vezes é executado com alternativa ao isolamento necessário causado pela covid-19.

A proposta do remote first é ir além: a empresa dá preferência à execução das tarefas à distância, por isso o termo “remoto primeiro”. Sendo assim, não há previsão para que o time volte à sede, pois o objetivo é que as tarefas sejam executadas fora da organização.

E por que essa é uma tendência? Porque já foi provado que as pessoas têm preferido o trabalho remoto, ou ainda o formato híbrido, em relação ao modelo de trabalho presencial. Entre os motivos estão a facilidade de flexibilização com as atividades pessoais e o fato de não precisar pegar trânsito todos os dias.

Gostou da ideia de adotar o remote first como primeira opção de modelo de trabalho na sua empresa? Saiba que essa é uma boa estratégia para ajudar a promover e cuidar da saúde mental no trabalho. 

Se a saúde mental do seu time é uma preocupação para a sua empresa, saiba que você pode contar com a Pipo Saúde, pois oferecer serviços que beneficiem a saúde dos colaboradores é a nossa missão

Muito mais que uma corretora, somos gestores de benefícios em saúde, pois sabemos o valor que o bem-estar tem para a qualidade de vida das pessoas e como isso é refletido em vantagens no trabalho.

Pensando nisso, montamos um e-book com as principais informações e dicas práticas para lidar com a saúde mental do time na sua empresa. Aproveite para baixar e aprofundar seus conhecimentos!

Logotipo Pipo Saúde
Pipo Saúde

Conectamos a sua empresa com os melhores benefícios de saúde: Planos de saúde, odontológico e muito mais para o bem estar dos colaboradores da companhia.

Pronto para simplificar a gestão de saúde da sua empresa?

Comece agora uma nova relação com o plano de saúde da sua empresa.

Quero uma demonstração

Posts recomendados